De acordo com a Cepea/Hortifrúti, a variedade de maçã “eva” tem demonstrado um ritmo satisfatório de vendas neste início de ano (09 a 13/01), nas regiões classificadoras do Sul do País. 

Uma explicação para essa movimentação positiva do mercado está relacionada à restrição na demanda das maçãs do tipo gala e fuji, que apresentam estoque praticamente zerado na região.

Apesar do maior volume de vendas, a cotação da maçã eva caiu um pouco pela pressão dos compradores. Em Fraiburgo (SC), por exemplo, a eva 110 Cat 1 foi vendida na média de R$ 127,75/cx de 18 kg, leve queda de 3% frente à primeira semana de 2023.

Segundo agentes consultados pela Cepea, a qualidade dessa variedade está excelente e seu calibre está mais para médio-miúdo. Como a colheita da maçã gala da safra 2022/23 deve ter início apenas no fim do mês de janeiro, a expectativa para as próximas semanas é de que o mercado para eva permaneça estável.

A Syngenta está ao lado do produtor rural em todos os momentos, com o objetivo de impulsionar o agronegócio brasileiro com qualidade e inovações tecnológicas.

Acesse o portal da Syngenta e acompanhe os conteúdos do Mais Agro para saber tudo o que está acontecendo no campo!

Fonte: HF Brasil