A tão anunciada frente fria dos últimos dias finalmente está avançando pelo país e promete derrubar as temperaturas em todo o Brasil. Além disso, com a queda acentuada dos termômetros, há chances de geadas na Região Sul do país.

De acordo com Alexandre Nascimento, meteorologista da Rural Clima, é possível que haja fortes geadas no sul do Paraná e nas áreas mais elevadas do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Já no Centro-Oeste o frio será intenso, com temperaturas entre 5 ºC e 8 ºC, com possibilidades de geadas fracas apenas em algumas áreas do sul do Mato Grosso do Sul. A mesma previsão também se dá para o centro-norte e oeste do Paraná.

No Sudeste as áreas que podem ser mais atingidas por geadas são a Serra da Mantiqueira e a região serrana do Rio de Janeiro, que vão atingir baixíssimas temperaturas. Já os municípios mais altos do oeste, sul e leste do estado de São Paulo, por enquanto, têm pouca probabilidade de vivenciar a geada.

“A semana toda promete ser fria no país. Pode ocorrer precipitação de neve nos municípios mais elevados das serras gaúcha e catarinense entre a noite de terça-feira (17) e a quarta-feira (18), bem como chuva congelada”, afirma Nascimento.

Também de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), outros fatores que podem ocorrer na Região Sul durante a passagem dessa frente fria pelo Brasil são:

  • Ventos podem superar os 100 km/h no litoral do Rio Grande do Sul;

  • Possibilidade de ciclone subtropical na costa da Região Sul;

  • Chuva congelada e neve nas regiões das serras gaúchas e catarinense.

Impactos na agricultura

Com a previsão de fortes geadas, algumas lavouras da Região Sul podem ser impactadas, segundo o meteorologista da Rural Clima.

“No Sul o que pode prejudicar um pouco são as regiões mais frias que realizam o cultivo do milho. Já no sul de Minas Gerais, é importante que os produtores de feijão fiquem atentos às geadas”, alerta.

Além das culturas do feijãomilho e hortifrúti, que podem sofrer uma redução na perspectiva de produção, produtores de café, cana-de-açúcar, citrus e trigo também devem ficar em alerta com possíveis geadas que vão ocorrer em localidades de altitude mais elevada, no entanto, pelo estádio atual das lavouras, os efeitos podem ser atenuados.

Leia também

Alerta de fake news

Alexandre Nascimento ressalta que, com a previsão de frente fria em todo o país, surgiram diversas notícias falsas em torno das mudanças climáticas, como temperatura negativa em Goiás e neve em São Paulo.

“A verdade é que realmente a frente fria que chega essa semana é bastante forte para a época do ano, mas nada comparável com a que aconteceu no ano passado”, relata o meteorologista.

O outono é a estação de transição entre o verão e o inverno, portanto é comum, no início (meados de abril e início de maio), termos dias mais quentes e, ao final da estação (metade de maio a junho), dias que apresentam as características do inverno, com temperaturas mais amenas.

A Syngenta está ao lado do produtor rural em todos os momentos, com o objetivo de impulsionar o agronegócio brasileiro com qualidade e inovações tecnológicas.

Acesse o portal da Syngenta e acompanhe os conteúdos do Mais Agro para saber tudo o que está acontecendo no campo!